sábado, 12 de junho de 2010

Zebra argentina: prêmio Shuster para a La Pastèque





Macanudo, do argentino Liniers, parece que tem sido um talismã para suas editoras, ganhando espaço e público rapidamenete.

Sua publicação pelo pequeno selo quebecois La Pastèque é um dos pilares da 'zebra' no prêmio Shuster, anualmente entregue aos melhores da Nona Arte no Canadá. Quase sempre, o prêmio ia para a excelente Drawn & Quarterly.

O moçambicano Rui Tenreiro, uma grande 'peneirada' do Neorama dos Quadrinhos (nós fomos o primeiro veículo a falar dele, em português) também contribuiu, ao lado do auto-publicado (em sua terra) norueguês Leif Tande.

Mas se inveja for motivo de interesse, avisamos uma das próximas autoras da La Pastèque é Iris...diplomada em... quadrinhos pela Université du Québec, em Outaouais . O tomo se chama Justine

Notas

1) De Liniers, temos tomo autografado na Mostra Mundial (de publicações), com selo brasileiro (Zarabatana)
2) O prêmio (http://joeshusterawards.com/) tem sse nome em homenagem a Joe Shuster, co-criador do Superman
3) Foi no Quadrantes dos Quadrinhos, 08/12/05 que fizemosmenção ao Rui,, depois incluido na MMQ, também, pela revista norueguesa Forresten
4) sITE DO PREMIO: http://joeshusterawards.files.wordpress.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário